sábado, 18 de agosto de 2012

EGO



Em dias de muita ocupação, trabalho, estudos, amigos, igreja, relacionamentos afetivos e familiares, normalmente não temos tempo para pensar em nosso EU, em nossa forma de agir, enfim em nosso EGO.

Simplificando a definição da Psicologia,   ele (o EGO) é o responsável pelo equilíbrio entre o nosso EU primitivo  (ID) - afeito a impulsos - e  as regras sociais, bem como a ação do nosso EU castrador (SUPEREGO).

O Ego funciona como um juiz, equilibrando nossas atitudes em consonância com as situações surgidas. 

É bem verdade que esta função deve ser muito complicada, pois transparecer e agir equilibradamente é tarefa, no mínimo, trabalhosa na maioria das situações. Principalmente devido ao fato de todo ser humano achar que a razão está sempre com ele. Os outros sempre estão enganados ou agem de maneira impertinente para consigo.

Egos superinflados percebem o mundo e as outras pessoas, como conspiradores dramaticamente voltados a prejudicar-lhes a vida, o trabalho, o casamento, o relacionamento com os filhos, pais, amigos e etc. Enquanto outros, em sentido completamente contrário, almejam, planejam e (realmente) conspiram para prejudicar a outrem, especificamente ou a humanidade, como um todo.

Nessa linha de pensamento é que se encontram os grandes tiranos e os "mártires eternos", ambos segmentos sentindo-se o centro gravitacional de toda a terra. 

Em outra linha de pensamento e ação, encontram-se os que se imaginam capazes de atos de qualquer filosofia ou ética, sem que lhes sejam imputadas quaisquer sanções. Neste grupo encontram-se os sociopatas, psicopatas, esquizofrênicos, cujo EGO é incapaz de controlar o seu lado primitivo (o ID).

Fico imaginando, nos momentos dramáticos de toda a história da humanidade, tentando classificar este ou aquele personagem, de acordo com suas atitudes em seu contexto histórico. É uma atividade bastante interessante, mas inócua, pois o passado já se foi e classificar-lhe os personagens, sob esta ótica só seria util para um estudo cientifico.

No entanto, considero de importância bastante significativa que cada "personagem" da atualidade (incluindo a mim e à cada uma das pessoas que me lerem), busque a generosidade de preocupar-se com o outro e com a satisfação de seus anseios pessoais, familiares e profissionais.

Se cada de um de nós, buscar suavizar o nosso superinflado EGO, compartilhando o companheirismo, a fraternidade e o amor, certamente tornaremos nossas ruas, bairros, cidades, estados, países e o mundo como um todo, em lugares melhores para se viver, onde a violência gerada pelo "eu estou em primeiro lugar" ou a omissão gerada pelo "não tenho nada com isto", seriam atenuados e com isto as desigualdades.

Sabemos que existem atitudes de auto-preservação, extremamente necessárias, mas o que estiver fora deste contexto deveria ser observado e modificado por cada um de nós. 

As mudanças não acontecem do nada, elas precisam de alguém para iniciá-las. Que tal superinflar o seu EGO, com o fito de prover um mundo melhor para seus filhos e netos?

Bom final de semana!






15 comentários:

  1. Olá, querida
    Tenho procurado ser melhor pra quem meus netinhos se espelhem em mim... pra que tenham um mundo melhor ao seu redor desde já...
    Deus te cubra de bênçãos e te faça feliz!!!
    Bjs festivos de paz

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Agradeço sua visita e te parabenizo pelo esforço de se fazer melhor para espelhar seus netinhos!
    Bjs pra vc também... adorei seu cantinho!

    ResponderExcluir
  3. oi Solange, achei bacana teu blog e com postagens interessantes. Equilíbrio é um exercício diário e difícil de ser praticado, porque é preciso nos deixarmos de lado um pouco em prol de outros e na teoria é tão simples, mas no dia a dia não é bem assim não que a coisa acontece. rs

    Beijos!!Tudo de bom pra ti...Bom domingo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rosa!

      Agradeço a visita e comentário! Seja sempre bem vinda!

      Verdade: equilíbrio é uma questão de exercício diário e contante, em todos os aspectos de nossas vidas!

      Bjks

      Excluir
  4. Oi Solange

    Muito lindo o seu texto!

    Contendo verdades absolutas, uma pouco mais de fraternidade, solidadriedade e compaixão torna o mundo muito melhor e a nossa vida mais fácil. Cada um que faça a sua parte.

    Um beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Van!

      Agradeço a visita e seu comentário, sempre gentil.

      Beijos e boa semana, querida!

      Excluir
  5. Olá Solange, gostei muito de rever estes conceitos tão importantes para levar uma vida mais equilibrada e feliz, fazendo o bem e melhorando as relações afetivas. Boa escolha de tema. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jeanne,

      Agradeço o comentário e a visita. Tenho visitado seu blog também!

      Bjks

      Excluir
  6. Tbm deixastes seu perfume com sua visita ao meu Blog...obrigada pelo carinho!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou eu quem agradece a retribuição carinhosa!

      Boa semana!

      Excluir
  7. So true world starts to change by you!Thanks for following my blog: http://modapestrada.blogspot.ro Carmen.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. You're welcome, ever! Thank you for your comment!

      Excluir
  8. Olhar para o lado e enxergar o próximo ,ter mais solidariedade.
    bjs e obrigada pela visita !

    ResponderExcluir
  9. Boas dicas! Sempre é bom um incentivo, Solange!
    Aproveito a minha visita para fazer um convite especial.
    Participe do meu agregador de links e divulgue seu(s) blog(s) de forma rápida, fácil e grátis:
    http://soniasilvino38.blogspot.com.br
    Beijocas, muitas!

    ResponderExcluir
  10. Faz um tempo que não passo por aqui e vi que o blog está cheio de novidades!! texto maravilhoso!gosto muito desses assuntos ligados a psicologia, a busca do auto conhecimento...é de suma importancia que tenhamos esse encontro conosco pelo menos meia hora por dia, particularmente gosto muito de ter esse encontro, de conversar comigo mesma,de mergulhar dentro de mim..
    comentando em alguma aula com os jovens sobre isso eles denominaram este meu encontro como :"momento Lu" e adorei essa definição e é bem assim que acontece mesmo, quando não tenho esse "momento Lu" parece que algo está faltando.
    Parabens!excelente texto para reflexão!

    ResponderExcluir